O Poder das Organizações Globo

Hoje em dia  a atual rivalidade Globo x Record, já não é mais novidade para ninguém. Todos sabem que a Record é de longe a principal concorrente da Globo em fator de audiência e também de faturamento, porém, nem sempre foi assim. Há décadas a Globo manteve o monopólio das comunicações aqui no Brasil, impedindo suas concorrentes de crescerem e competirem contra ela. A Globo sempre foi absoluta; seu império foi e continua tão grande, que sua emissora de TV aberta chega a ser a 4º maior  do mundo, perdendo apenas para três emissoras estadounidenses, claro.

Quando se pronuncia o nome Globo em qualquer lugar que seja, na escola, nas ruas, em casa… chega a ser impossível não  associar esse nome, à Rede Globo de Televisão, tamanha sua participação na vida das pessoas. Todos sabem que a Globo é um Império, é líder absoluta em audiência em várias capitais – isso segundo o Ibope – e foi a primeira a criar uma Rede Nacional de televisão, foi pioneira e por isso hoje é líder. Porém, o que muita gente não sabe, é que a Globo é muito mais que apenas a Rede Globo de Televisão; o monopólio a que muita gente se refere quando menciona as empresas que no Brasil dominam certos setores do mercado, vai muito além do nome Rede Globo.

É bem verdade que hoje, o monopólio da televisão já não existe mais. A Globo não é mais soberana nas novelas, no jornalismo, em seus programas e não é mais, a detentora oficial de grandes competições olímpicas! O monopólio da televisão aberta brasileira foi quebrado, acabou-se. Parte desse monopólio foi desfeito graças a ampla concorrência; a Rede Record investiu bastante nos setores de jornalismo e telenovelas e conseguiu arrancar parte do público que antes só tinha uma opção de entretenimento e informação. Outra parte se deve ao crescimento de outras mídias, como a internet (a renda do brasileiro aumentou e hoje nosso país tem mais de vinte milhões de internautas, navegando por diversos sites e blogs em busca da informação que eles querem ouvir, nesse caso ler).

Voltando ao que realmente nos interessa, a Globo continua sendo ainda nos dias de hoje (mesmo com uma concorrência maior e telespectadores mais exigentes) o maior conglomerado de mídias da América Latina. Não é difícil pra ninguém aqui no Brasil perceber como a Globo continua de longe, sendo a força mais poderosa em nosso país.

As Organizações Globo têm em seu poder muito mais que um canal líder absoluto em audiência. Os três Robertos Marinhos, também são donos de outros vários canais aqui no Brasil. São donos de 2 canais de esporte, o SporTV 1 e o SporTV 2, ambos líderes de audiência na TV fechada e um canal de notícias tão grande, que chegou a aparecer no filme 2012 da Warner! Sem falar dos outros vários canais de entretenimento, como o GNT, o MultiShow, e os canais Telecine, que formam a Rede Telecine! Se você pensa que para por aqui saiba que estamos longe de acabar, o monopólio Globo é enorme e conta ainda com outros dois canais, estes em parceria com emissoras estrangeiras, o Canal Brasil e o Universal Channel (50% desses canais é da Globo!). Pros mais assanhadinhos a Globo ainda reserva vários canais de “pornografia”, como o Sexy Hot, For Man, Playboy TV, Venus, Private e o Playboy Tv Movies, ufa! A Globo tem ainda, a maior gravadora de músicas do país, a Som Livre, que mantém contrato com praticamente todos os cantores e cantoras brasileiras e indiretamente  pode liberar ou não a ida desses cantores para programas da concorrência (quem não se lembra do boicote que a Globo fez ao especial “Ressoar megashow: Por um Mundo Melhor”?!). Como você pode ver, a Globo é dona de praticamente todos os canais importantes aqui no Brasil, inclusive da Sky e da NET. Agora veja a ironia dessa história: a Net que oferece diversos serviços aos seus assinantes é a principal concorrente da Sky, mas a Globo é dona de 24% da Sky Brasil também, ou seja, não há concorrência! Ao todo são mais de 26 canais que fazem das Organizações Globo, a maior e mais poderosa empresa de telecomunicações da América Latina, e por que não do mundo? Com tantos canais de televisão já seria possível derrubar até o Barack Obama da presidência dos EUA vocês não acham?

Pra completar o arsenal de mídias, falta falar ainda do maior Portal de Notícias, Esporte e Entretenimento do país. A Globo.com assim como o Uol e Abril, possui um um gigantesco histórico de manipulações, isso chega a ser meio difícil de entender, mas sempre quando há alguma acusação contra políticos que trabalham em favor dos trabalhadores ou quando a Record lança algum novo programa, os três publicam juntinhos, textos difamatórios, e um cita o outro nas publicações, chegando a ser impossível determinar quem foi o autor da denúncia. Outro exemplo de como a Globo pode ser legal com suas concorrentes que também trabalham a favor dos capitalistas, é a Revista Época, a segunda maior revista do Brasil e que não desbancou a Veja ainda, só porque a Globo não quer!

Pois é, a Record bem que tentou, e eu dou todo o meu apoio à ela. Quando uma só pessoa tem tanto poder em suas mãos quem sabe o que pode acontecer conosco, meros mortais? Que a Record pode passar a Rede Globo em audiência daqui uns anos disso ninguém dúvida, mas possuir mais de 26 canais de televisão, ter uma gravadora igual ou maior que a Som Livre, um Portal de internet que esteja entre as 5 primeiras colocações no número de acessos em seu país e entre os 100 mais acessados do mundo e um prestígio social tão elevado mesmo com um histórico tão negativo… Ah, isso eu acho muito difícil, boa sorte pra eles e que vença o melhor!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: